Alergia e imunologia

Início/Alergia e imunologia
Alergia e imunologia2017-05-27T20:05:32+00:00

É muito comum que crianças manifestem diversos tipos de alergia no decorrer da infância. Pensando nisso, a CliniPed procurou incluir em sua equipe profissionais especializados na área. A boa notícia é que, além das crianças, os adultos também podem se consultar com nossa especialista.

Se você ou alguém de sua família tem sintomas relacionados a alergias e/ou problemas imunológicos, você deve procurar um aconselhamento médico, pois, assim como em qualquer doença, quanto antes o tratamento é iniciado, maiores são as chances de recuperação e reversão do quadro da doença.

Confira as doenças mais comuns desta especialidade

Abaixo você tem uma breve descrição sobre cada uma das doenças dentro dessa especialidade. Informe-se!

Teste de Provocação Oral Com Alimentos e Medicamentos2017-05-27T20:02:36+00:00

O teste de desencadeamento oral é considerado padrão ouro para diagnóstico de alergia alimentar, e para diagnóstico de desenvolvimento de tolerância ao alimento na evolução do paciente com alergia alimentar. Pode ser necessário também para diagnóstico de alergia a medicamentos.

O teste de desencadeamento oral consiste na administração supervisionada do alimento e/ou medicamento suspeito de causar alergia, assim é necessário que seja realizado em ambiente equipado para monitorar o paciente e seja supervisionado por médico experiente e treinado para tratamento de uma eventual reação alérgica.

A CliniPed foi planejada para realizar todos estes testes com segurança e conforto!

Patch Teste – Teste de Contato2017-05-27T20:00:56+00:00

É realizado para o diagnóstico da dermatite de contato alérgica, e eventualmente para alergia alimentar. A técnica consiste em colar fitas adesivas, geralmente nas costas do paciente, com substâncias específicas, em concentrações corretas, que ficarão em contato com a pele por 48 horas; após este período as fitas serão retiradas e é realizada a primeira leitura e 96hs após o início do teste, uma segunda leitura.

Prick Teste – Teste Cutâneo de Leitura Imediata2017-05-27T19:59:13+00:00

É realizado no antebraço, onde se coloca uma gota do extrato da substância investigada (alérgeno) e a seguir é feito a puntura da pele, faz-se a leitura do teste em torno de 15 minutos. Pode ser feito na investigação de alergia a alimentos, ácaros da poeira, baratas, pêlos de animais, pólens, fungos e medicamentos.

Imunodeficiências2017-05-27T19:50:33+00:00

Nosso sistema imunológico é como um exército, onde existem diferentes armas, todas importantes para manter a defesa do organismo de forma adequada. A primeira linha de defesa é formada por células do sangue, denominadas glóbulos brancos (fagócitos), e por proteínas do sangue capazes de destruir microorganismos (sistema complemento). Quando estes componentes não conseguem destruir os microorganismos, o organismo lança mão de células específicas, denominadas linfócitos T e B. Imunodeficiência é um grupo de doenças, caracterizadas por um ou mais defeitos do sistema imunológico. Como conseqüência destas alterações, o indivíduo se torna mais propenso a apresentar grande número de infecções.

A avaliação da resposta adequada do sistema imunológico é importante em muitas situações: alergias graves como asma grave, dermatite atópica grave; doenças autoimunes graves ou precoces como lupus e vasculites; doenças autoinflamatórias com febre recorrente sem causa infecciosa principalmente em crianças; infecções de repetição, infecções graves ou por agentes não usais ou em órgãos não usuais.

Depende do tipo de imunodeficiência. Em algumas situações, como deficiências do sistema complemento ou de fagócitos, são recomendadas, inclusive, as vacinas especiais não oferecidas à população pela rede pública. Entretanto, as vacinas de microorganismos vivos atenuados (por exemplo, BCG, febre amarela e tríplice viral) são contra-indicadas em determinadas imunodeficiências.

Angioedema2017-05-27T19:21:47+00:00

Angioedema aparece como um inchaço nas partes mais profundas da pele, em especial nas partes moles como lábios, pálpebras e genitália. Pode aparecer isoladamente ou associado à placas de urticária na pele. Em alguns casos, pode se associar a dor ou sensação de queimação.

O angioedema pode ter origem alérgica e ser causado por fatores variados, sendo os medicamentos analgésicos, antinflamatórios e antibióticos os mais freqüentes causadores desta patologia. Alguns remédios antihipertensivos como os chamados inibidores da ECA podem provocar angioedema em algumas pessoas. Em alguns casos os alimentos podem estar implicados, bem como os conservantes (aditivos alimentares).

Existem casos em que o angioedema é hereditário, ou seja, tem origem genética e ocorre em diversas pessoas numa mesma família.

Dermatite De Contato2017-05-27T19:13:51+00:00

A pele é o órgão que faz o contato do corpo humano com o ambiente. Quando há uma agressão por substâncias que entram em contato com a pele, podem surgir lesões que são conhecidas como dermatite de contato. Existem dois tipos principais: dermatite de contato irritativa e dermatite de contato alérgica.

O diagnóstico se faz pela análise da história do paciente e pelo exame físico, onde o médico observará o tipo, aspecto, tempo de aparecimento e a localização das lesões. O aspecto característico da lesão é de um eczema.

Rinite alérgica2017-05-27T19:11:05+00:00

O nariz é um dos componentes das vias respiratórias, sendo o primeiro local por onde a ar passa até alcançar os pulmões. Dentre outras atribuições, é responsável pela limpeza, umidificação e aquecimento do ar inspirado.

Os sintomas que os pacientes portadores de rinite alérgica apresentam são obstrução nasal (entupimento), coriza, espirros (algumas vezes o paciente espirra mais 20 vezes seguidas) e coceira no nariz. Esta coceira pode ser na garganta ou nos olhos.

Além disto a rinite alérgica, pode causar outros problemas, como otites (inflamação dos ouvidos), sinusites (inflamação de cavidades existentes na face) e roncos (pelo entupimento do nariz) que faz com que o paciente não durma bem a noite. O paciente só vai apresentar estes sintomas quando estiver em contato com as substâncias aos quais é alérgico.

Urticária2017-05-27T19:00:18+00:00

A urticária é caracterizada pelo aparecimento de urticas, que são lesões vermelhas e inchadas, de formatos e tamanhos variados, que coçam bastante, podendo também queimar ou até doer. As urticas duram de minutos a horas, desaparecendo em no máximo 24 horas, sem deixar marcas ou cicatrizes.

Cerca de 50% dos casos de urticária são acompanhados de angioedema, que são inchaços maiores, localizados e mais profundos que ocorrem principalmente nos lábios, pálpebras, pés, mãos e genitais.

Ela é classificada em urticária aguda, quando tem duração menor do que 6 semanas, e crônica, quando dura mais de 6 semanas.

As causas mais comuns da urticária aguda são medicamentos, alimentos, picadas de insetos, infecções (principalmente virais) e contactantes (látex). Pode ocorrer por mecanismos alérgicos e não alérgicos.

A urticária crônica espontânea é o subtipo de urticária que surge sem que se encontre qualquer fator desencadeante para o aparecimento da crise. O paciente procura a causa o tempo todo e não a encontra. Cerca de 60% de todas as urticárias crônicas são da forma espontânea.

Dermatite Atópica2017-05-27T18:58:39+00:00

É uma doença de pele muito relacionada à alergia, que se acompanha de alterações específicas. A textura da pele é diferente, mais ressecada, muito provavelmente por defeitos na barreira cutânea, há uma carência de gorduras específicas na pele que fazem com que haja maior perda de água. Com isso a pele se torna mais frágil, mais seca e suscetível a agentes irritantes como sabonetes abrasivos e tecidos sintéticos. Agentes infecciosos penetram na pele com maior facilidade.

Pacientes com dermatite atópica também apresentam uma chance maior de ter alergia. Desta maneira será importante avaliar se alérgenos do ambiente ou mesmo alguns alimentos estão contribuindo para agravar o quadro.

Alergia ao Látex2017-05-27T18:54:44+00:00

O Látex é um produto extraído da árvore da borracha. A alergia a ele é mais comum em:

– Médicos e profissionais de saúde

– Crianças portadoras de espinha bífida (uma doença grave que necessita de cirurgias repetidas) ou crianças que necessitem cirurgias múltiplas.

– Trabalhadores com exposição ocupacional ao látex, seja por trabalharem de luvas ou equipamentos de proteção de borracha , como aqueles que trabalham diretamente na indústria da borracha ou têm contato com a árvore (seringueiros).

Asma2017-05-27T18:42:39+00:00

jAsma é uma doença inflamatória, obstrutiva, de natureza alérgica das vias aéreas inferiores (brônquios). Há uma reatividade exagerada do indivíduo a diversos estímulos como partículas alergênicas, irritantes, poluentes, exercícios físicos, mudanças de temperatura ambiente, etc.

O asmático tem tosse freqüente, prolongada, em geral noturna que pode prejudicar o sono. Nem sempre tem expectoração. O chiado no peito é outra característica do asmático, acompanhado de dificuldade para respirar, opressão no peito. Os sintomas podem estar combinados ou ocorrer isoladamente. Assim, uma criança que tem tosse crônica pode ser asmática. Falta de ar quando pratica exercícios físicos é outra manifestação da asma.

Doenças respiratórias2017-05-02T12:35:26+00:00

As alergias respiratórias podem ter origens hereditárias, mas o mais comum é que a pessoa desenvolva o quadro ao longo da vida. As principais causas de alergias respiratórias são mudanças bruscas no clima, aumento da recorrência de gripes, resfriados e até mesmo o contato com ácaros. Os principais sintomas são congestionamento nasal, tosse, inflamação dos olhos, dor de cabeça, entre outros.

Alergias Alimentares2017-05-27T18:49:58+00:00

A Alergia Alimentar é uma Reação Adversa a determinado alimento. Envolve um mecanismo imunológico e tem apresentação clínica muito variável, com sintomas que podem surgir na pele, no sistema gastrintestinal e respiratório. As reações podem ser leves com simples coceira nos lábios até reações graves que podem comprometer vários órgãos. A Alergia Alimentar resulta de uma resposta exagerada do organismo a determinada substância presente nos alimentos.

Os alimentos podem provocar reações cruzadas, ou seja, alimentos diferentes podem induzir respostas alérgicas semelhantes no mesmo individuo. O paciente alérgico ao camarão pode não tolerar outros crustáceos. Da mesma forma, pacientes alérgicos ao amendoim podem também apresentar reação ao ingerir a soja, ervilha ou outros feijões.

Quais as principais manifestações clínicas da Alergia Alimentar?   São mais comuns as reações que envolvem a pele (urticária, inchaço, coceira, eczema), o aparelho gastrintestinal (diarréia, dor abdominal, vômitos) e o sistema respiratório, como tosse, rouquidão e chiado no peito. Manifestações mais intensas, acometendo vários órgãos simultaneamente (Reação Anafilática), também podem ocorrer.

Nas crianças pequenas, pode ocorrer perda de sangue nas fezes, o que vai ocasionar anemia e retardo no crescimento. Sintomas nasais isolados não são comuns.

Alergias a Medicamentos2017-05-27T18:52:51+00:00

Reações alérgicas a medicamentos (ou Reações de Hiperssensibilidade)
Ocorrem quando o sistema imunológico responde à medicação ou aos produtos biológicos que resultam de seu metabolismo. Para que a alergia ao medicamento ocorra, é imprescindível que a pessoa tenha tido um contato anterior com aquele medicamento. Por isso, a reação surge para medicamentos que a pessoa já usou uma ou diversas vezes, até mesmo durante anos, sendo impossível prever quem poderá vir a ter uma reação alérgica a medicamentos no decorrer de sua vida.

Ressalta-se que a história de outras pessoas na família que tenham alergia medicamentosa não influi na chance de que a você seja alérgico à mesma substância.

Alergia à Picadas de Insetos2017-05-27T19:17:16+00:00

As reações alérgicas aos insetos podem ser de 2 tipos:

1) causadas por insetos sugadores (mosquitos, pulgas, carrapatos)

2) causadas por insetos picadores (abelhas, vespas, marimbondos e formigas)

Os insetos sugadores pousam na pele, sugam o sangue e através da saliva deixam substancias que podem provocar a sensibilização. As reações características à picada destes insetos na pele é chamada de ESTRÓFULO. Os principais causadores são: mosquitos, pernilongos borrachudos, mosquitos palha ou birigui, mutucas, mosquitos pólvora ou mauim.

Os principais insetos picadores são as abelhas, vespas, marimbondos e formigas, sendo conhecidos como HIMENÓPTEROS. Estes insetos injetam veneno, provocando dor, eritema, calor e inchação no local da picada em qualquer pessoa. Contudo, algumas podem apresentar reações alérgicas que podem variar desde uma reação localizada na área da picada ou evoluir para urticária ou até mesmo para reações graves como o choque anafilático.

Conjuntivite Alérgica2017-05-27T18:45:50+00:00

Os olhos podem manifestar diversas formas de alergia, sendo a mais comum, a conjuntivite alérgica. Este tipo de alergia pode ocorrer isolada ou acompanhando a Rinite Alérgica.

A principal causa de conjuntivite alérgica é a alergia aos ácaros da poeira de casa. Em alguns locais no Sul do Brasil e nos países onde existe polinização, citam-se ainda os polens de plantas e flores. Outros fatores podem estar envolvidos: alergia aos animais domésticos, poluição ambiental, fumaças (citando em especial o cigarro), medicamentos, produtos químicos, irritantes, etc.

Principais sintomas das conjuntivites alérgicas: olhos avermelhados, coceira, lacrimejamento, fotofobia (sensação de incômodo com a luz).

Anafilaxia2017-05-27T19:19:22+00:00

Anafilaxia é um processo alérgico grave e que pode levar à morte. Surge no contato entre o organismo e alérgenos, substâncias que, mesmo inofensivas, são tidas pelo corpo como um perigo.

Leite, ovo, peixes, castanhas e crustáceos lideram a causa da doença, segundo dados do site “Anafilaxia Brasil”, criado pela ASBAI – Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

Os sintomas mais comuns são a urticária e angiodema, sintomas cutâneos acompanhados de sintomas respiratórios como rinite, tosse, falta de ar, cólica, diarréia, vomito e eventualmente implicações cardiovasculares, com queda de pressão arterial.

Quando ocorre o choque anafilático, que é o sintoma mais agudo, a morte pode ocorre por duas vias: cardiovascular ou respiratória, ou seja, choque (diminuição da pressão arterial, taquicardia e distúrbios gerais da circulação sanguínea ou broncoespasmo grave (consequência da contração da musculatura dos brônquios). Edema de glote pode ou não ocorrer (inchaço da garganta), mas nem sempre chega ao extremo de fazer as pessoas pararem de respirar por bloqueio das vias superiores. Antes de parar de respirar, a pessoa fica rouca e esse é um alerta para buscar socorro.

Angiodema Hereditário ou Adquirido2017-05-02T12:41:50+00:00

O angioedema é um inchaço provocado pelo acúmulo de líquido que ocorre de forma muito rápida nas camadas mais profundas da pele e o tratamento deve ser urgente e imediato. Existem dois tipos: o hereditário e o adquirido. O hereditário é raro e pode se manifestar de forma gradual. Já o adquirido tem como causa principal uma alergia alimentar. Além disso, o edema se forma na garganta e na faringe e pode dificultar a respiração do indivíduo.

Imunoterapia (Vacinas para Alergia)2017-05-27T19:54:15+00:00

A imunoterapia com alérgenos, também chamada de vacina para alergia, é uma forma de tratamento utilizada há mais de 100 anos com o objetivo de diminuir a sensibilidade de pessoas que se tornaram alérgicas a determinadas substâncias. O tratamento consiste na aplicação de alérgeno ao qual o paciente é sensível em doses crescentes por um período de tempo que é variável ( 3 a 5 anos). A imunoterrapia induz uma série de alterações na resposta imune que estão associadas à melhora clínica.

A imunoterapia pode ser indicada para pessoas sensíveis aos ácaros da poeira doméstica, pêlos de animais, pólens, fungos e venenos de insetos (abelhas, vespas, marimbondos e formigas). De modo geral, a sensibilização a estes alérgenos está associada a manifestações respiratórias (rinite, conjuntivite e asma) e a reações graves, como a anafilaxia por picada de insetos.

Testes Diagnósticos de Alergia2017-05-27T19:56:16+00:00

Alguns testes são utilizados para o diagnóstico em alergia, dentre os mais comuns: teste cutâneo de leitura imediata, conhecido também como Prick teste, e o teste de contato, também chamado de Patch teste.

Os testes de alergia são seguros, rápidos e permitem confirmar a suspeita clínica da alergia por um determinado agente. Mas atenção! A interpretação dos testes deve ser sempre correlacionada com a história clínica do paciente e realizada por um médico especialista.

Se seu filho apresenta algum sintoma ligado a essas doenças ou você deseja uma opinião médica sobre a saúde de seu filho, agende uma consulta conosco.

Ir ao Topo