Pneumologia Pediátrica

Início/Pneumologia Pediátrica
Pneumologia Pediátrica2017-05-23T18:28:54+00:00

Outra especialidade muito especial que nossa clínica oferece é a Pneumologia Pediátrica. Muito procurada por pais que se preocupam com a saúde respiratória de seus filhos, a Pneumologia é essencial para o tratamento de crianças que sofrem com asma, bronquite, etc. Nossos profissionais dispõem de ampla experiência na área e oferecem um atendimento especializado à criança que precisa de cuidados especiais.

Existem diversas doenças que podem prejudicar a saúde respiratória da criança e resultar em problemas no crescimento, desenvolvimento psicomotor, na linguagem e até mesmo no sono. Por esse motivo, você deve ficar atento a quaisquer sintomas de doenças respiratórias que podem ser: febre, mal-estar, tosse, dores torácicas, etc.

Para diagnosticar se a criança tem infecção respiratória, é necessário que sejam feitos exames de raio-x e hemograma, que podem ser solicitados apenas pelo pediatra. Se confirmada alguma doença ligada ao aparelho respiratório, o tratamento deve ser iniciado o quanto antes.

Confira as doenças mais comuns desta especialidade

Abaixo você tem uma breve descrição sobre cada uma das doenças dentro dessa especialidade. Informe-se!

Sinusite (Aguda e Crônica)2017-04-27T23:27:29+00:00

A sinusite é causada pela inflamação da mucosa da região ao redor do nariz, nas maças do rosto e nos olhos. Nas crianças, a sinusite pode ocorrer por um simples resfriado. Os principais sintomas é o entupimento frequente do nariz e secreção nasal. A sinusite aguda é caracterizada pela inflamação nas vias aéreas superiores entre 5 a 7 dias. A sinusite crônica é quando o quadro persiste por pelo menos 12 semanas.

Bronquiolite Aguda Viral2017-04-27T23:29:36+00:00

Muito comum em crianças, a bronquiolite é uma infecção causada por vírus nos bronquíolos, que são ramificações dos brônquios. A infecção faz com que os bronquíolos se inflamem, inchem e acumulem muco. Dessa forma, o fluxo de ar é dificultado, prejudicando a respiração da criança. A bronquiolite é contagiosa e a criança deve evitar o contato com outras crianças e compartilhar objetos pessoais.

Rinite Alérgica2017-04-27T23:30:29+00:00

A rinite alérgica, que afeta principalmente crianças, pode se agravar se conjugadas com outras doenças, como asma, otite, sinusite, etc. A rinite alérgica é uma doença da mucosa do nariz e é considerada crônica. A rinite pode ser provocada pela exposição a poeira, fungos, ácaros, animais, etc. A criança reage com crises de espirros, tosses, coriza, etc. O fator genético pode influenciar o desenvolvimento da alergia, que deve ser tratada o quanto antes.

Displasia Broncopulmonar2017-04-27T23:31:31+00:00

A displasia broncopulmonar é muito comum em bebês prematuros que tem grave doença pulmonar. Os bebês com esse quadro têm a respiração rápida e o problema pode ser diagnosticado por meio de radiografias do tórax e medição do oxigênio no sangue. Geralmente, crianças com displasia broncopulmonar não podem inalar fumaça de cigarro ou de fogões a lenha. Se necessário, é recomendado o uso de auxiliares respiratórios, como ventiladores.

Malformações do Sistema Respiratório (Laringomalácia, cistos Pulmonares Congênitos, etc)2017-04-27T23:32:21+00:00

É uma anomalia que pode acontecer durante o desenvolvimento fetal e que podem acarretar uma alteração no órgão, os mais comuns são: laringomalácia, cistos Pulmonares Congênitos, entre outros. Esses casos são muito raros e podem variar de acordo com a intensidade e localização. A manifestação dessas anomalias podem acontecer em qualquer idade, sendo que o diagnóstico precoce e o tratamento imediato pode ajudar na recuperação e desenvolvimento pulmonar.

Fibrose Cistica2017-04-27T23:33:57+00:00

A fibrose cística é uma doença rara e com origem genética, mais conhecida como Mucoviscidose. Ela provoca o desenvolvimento de secreções espessas que acabam afetando o funcionamento de diversos órgãos. Apesar de não ter cura para a doença, existem tratamentos que permitem que a pessoa tenha uma vida normal. Os principais sintomas são tosse crônica, secreção abundante, pneumonia frequente, dificuldade de ganhar peso, entre outros.

Tuberculose Pulmonar2017-04-27T23:35:48+00:00

A tuberculose é causada por uma bactéria que provoca infecção no pulmão. O principal sintoma é a tosse persistente, presença de sangue nas secreções, febre alta e a sensação de falta de ar. Para diagnosticar a doença, o médico realiza uma série de exames físicos, radiografia e a análise de expetoração. O tratamento é feito com o uso de antibacilares e pode durar de 6 meses a um ano.

Tosse Crônica2017-04-27T23:36:51+00:00

A tosse crônica pode ser um indício de doenças torácicas e por isso é necessário que a consulta médica para o diagnóstico e tratamento de possíveis doenças. Para se considerar tosse crônica, a criança deve ter o sintoma por mais de oito semanas. A tosse é uma forma de defesa do organismo que tenta eliminar bactérias, secreções e até mesmo materiais sólidos do aparelho respiratório.

Síndrome do Bebê Chiador ou do Lactente Sibilante2017-04-27T23:37:57+00:00

Muito comum em crianças com até dois anos de idade, a síndrome é causada por vírus e os principais sintomas são: tosse, falta de ar, chiado no peito e até mesmo febre. Se tratada, a criança pode crescer sem sequelas, porém, se persistir, o quadro pode evoluir para o desenvolvimento de doenças, como a asma. O médico deve avaliar a situação da criança e prescrever o uso de corticoides e sprays.

Pneumonia Aguda2017-04-27T23:38:45+00:00

A pneumonia aguda pode ser causada por bactérias, fungos, vírus ou protozoários. Se não tratada, pode levar crianças de até cinco anos à morte. A doença causa os chamados alvéolos nos pulmões, que são sacos de ar preenchidos com líquido. Esses sacos dificultam a respiração e causam falta de ar. O diagnóstico pode ser obtido com exames físicos e radiografia do tórax.

Asma Brônquica2017-04-27T23:39:35+00:00

A asma brônquica acontece quando há uma exacerbação dos sintomas da asma, causando a inflamação brônquica. Com isso, acontece a inflamação das vias aéreas, obstrução do fluxo de ar e hipersensibilidade dos brônquios. Os principais sintomas acontecem a noite, quando a criança sente um aperto no peito, acompanhado de chiados. O tratamento deve ser feito com medicamentos para abrir os brônquios.

Se seu filho apresenta algum sintoma ligado a essas doenças ou você deseja uma opinião médica sobre a saúde de seu filho, agende uma consulta conosco.

Ir ao Topo